Lobices

…meiguices de lobos e não só…

vontade

…palavra maldita que de bem dita se torna altiva, serena postura de quem diz que quer e ao mesmo tempo não sabe se quer; de quem sente e não sabe se sente; de quem corre quieto em espaços-tempos delineados no esquecimento da lembrança, do saber-me aqui sem prazo nem limite até ao termo concedido de ser e olhar e… não ver nem saber…
(photofrom:middlearthits)

09/01/2005 - Posted by | Diversos

3 comentários »

  1. >E por vezes até nos falta a vontade de fazer a vontade à propria vontade…beijinho, QuimCinda

    Comentar por Anonymous | 09/01/2005 | Responder

  2. >A vontade muda, oscila e pode nunca passar apenas disso: vontade. Ao contrário, o querer é inabalável e quem quer lobito, pode parecer correr quieto, pode parecer embalar-se dormente no limbo entre o esquecimento e a lembrança, mas o querer está no coração, existe e é alimentado pelo acreditar. Eu QUERO lobito, e eu ACREDITO. Para ti, um beijito meu.

    Comentar por Anonymous | 13/01/2005 | Responder

  3. >…falas do QUERER (CRER) do indeterminado?

    Comentar por Anonymous | 13/01/2005 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: