Lobices

…meiguices de lobos e não só…

>paragem

>

“… preciso regressar à infância, ao silêncio, à distância… preciso regressar ao início como quem precisa de começar de novo… preciso regressar ao som da lembrança onde a minha mente se senta e descansa… preciso parar um pouco e largar esta tremenda ânsia de viver… deixar-me ficar, não ir, ser apenas e ouvir… o marulhar das ondas e o nevoeiro trazido pelo vento norte que varre a areia para sul e com ela leva a minha alma, lavada, límpida, calma… preciso regressar à minha paz, sentir-me liberto, atento e aberto a tudo o que o destino me traz… vou partir por uns tempos à procura de mim: voltarei quando me encontrar…”
Anúncios

27/09/2005 Posted by | Diversos | 56 comentários

paragem

“… preciso regressar à infância, ao silêncio, à distância… preciso regressar ao início como quem precisa de começar de novo… preciso regressar ao som da lembrança onde a minha mente se senta e descansa… preciso parar um pouco e largar esta tremenda ânsia de viver… deixar-me ficar, não ir, ser apenas e ouvir… o marulhar das ondas e o nevoeiro trazido pelo vento norte que varre a areia para sul e com ela leva a minha alma, lavada, límpida, calma… preciso regressar à minha paz, sentir-me liberto, atento e aberto a tudo o que o destino me traz… vou partir por uns tempos à procura de mim: voltarei quando me encontrar…”

27/09/2005 Posted by | Diversos | | 28 comentários