Lobices

…meiguices de lobos e não só…

>hiato

>

“…trago comigo a seda do teu cabelo, a maciez do teu beijo, a doçura do teu toque, o brilho do teu olhar, a atenção do teu escutar… trago comigo, na minha pele, na minha alma, no meu coração, a tua essência aqui brotada em mim durante os momentos da fruição dos seres que se tomam serenos mesmo num simples abraço… é apenas um hiato de tempo este espaço que nos separa… de resto, tudo está aí como tudo está aqui… um saber de um sabor a sentidos vividos em amor…”
Anúncios

30/01/2006 Posted by | Diversos | 38 comentários

hiato

“…trago comigo a seda do teu cabelo, a maciez do teu beijo, a doçura do teu toque, o brilho do teu olhar, a atenção do teu escutar… trago comigo, na minha pele, na minha alma, no meu coração, a tua essência aqui brotada em mim durante os momentos da fruição dos seres que se tomam serenos mesmo num simples abraço… é apenas um hiato de tempo este espaço que nos separa… de resto, tudo está aí como tudo está aqui… um saber de um sabor a sentidos vividos em amor…”

30/01/2006 Posted by | Diversos | | 19 comentários

>oferta

>
.

“…não sei o nome delas nem sequer o que possam ser… são apenas flores do meu quintal… pétalas diversas que enfeitam a terra que me envolve neste canto onde vivo… resolvi oferecer a sua beleza à minha doce rosa doce, mulher que amo e desejar a todos vós um bom fim de semana…”

27/01/2006 Posted by | Diversos | 24 comentários

oferta


.

“…não sei o nome delas nem sequer o que possam ser… são apenas flores do meu quintal… pétalas diversas que enfeitam a terra que me envolve neste canto onde vivo… resolvi oferecer a sua beleza à minha doce rosa doce, mulher que amo e desejar a todos vós um bom fim de semana…”

27/01/2006 Posted by | Diversos | | 12 comentários

>malaguetas

>
.

“…se alguém souber porque raio de razão é que me apeteceu postar aqui uma foto das malaguetas que o meu quintal produz, fará o favor de me dizer… sinceramente, eu não sei… foi assim tal qual um impulso… amor à primeira vista… talvez pelas cores… não sei… talvez pela sua textura ou, melhor ainda, pelo seu sabor… é que eu uso a malagueta em quase tudo… qualquer dia até na sopa eu vou usar malaguetas!… Vá-se lá agora saber o porquê!?…”

24/01/2006 Posted by | Diversos | 20 comentários

malaguetas


.

“…se alguém souber porque raio de razão é que me apeteceu postar aqui uma foto das malaguetas que o meu quintal produz, fará o favor de me dizer… sinceramente, eu não sei… foi assim tal qual um impulso… amor à primeira vista… talvez pelas cores… não sei… talvez pela sua textura ou, melhor ainda, pelo seu sabor… é que eu uso a malagueta em quase tudo… qualquer dia até na sopa eu vou usar malaguetas!… Vá-se lá agora saber o porquê!?…”

24/01/2006 Posted by | Diversos | | 10 comentários

>divididos

>

“…o meu blog não é um blog político mas isso não faz de mim um apolítico… no meu blog raramente faço uso das palavras para me resignar ou indignar com as coisas que afectam ou não o País, o Governo, os Políticos, etc, etc… foco, por vezes, um ou outro acto eleitoral (como foi o caso do meu post anterior, por exemplo), um ou outro evento mais até como um exercício de escrita do que propriamente como um artigo de opinião; já fui Director de 2 jornais regionais e sei muito bem do que estou a falar… tive as minhas “lutas” antes do 25 de Abril e depois o enlevo de ver crescer o bem mais precioso do Homem: a Liberdade… ao longo dos últimos 30 anos, as “coisas” foram-se moldando ao sabor dos novos tempos e hoje fala-se da globalização, ou seja, mais ou menos, da união… ontem, fomos a votos e o resultado básico que eu retiro é matematicamente simples: 50,6 % direita versus 49,4% esquerda… uma divisão a meio, um olhar ingénuo sobre o que ontem aconteceu… é pena, tenho pena… uma nota final: não vi mantos de nevoeiro junto a Belém… um bom início de uma nova semana… um abraço…”

23/01/2006 Posted by | Diversos | 14 comentários

divididos

“…o meu blog não é um blog político mas isso não faz de mim um apolítico… no meu blog raramente faço uso das palavras para me resignar ou indignar com as coisas que afectam ou não o País, o Governo, os Políticos, etc, etc… foco, por vezes, um ou outro acto eleitoral (como foi o caso do meu post anterior, por exemplo), um ou outro evento mais até como um exercício de escrita do que propriamente como um artigo de opinião; já fui Director de 2 jornais regionais e sei muito bem do que estou a falar… tive as minhas “lutas” antes do 25 de Abril e depois o enlevo de ver crescer o bem mais precioso do Homem: a Liberdade… ao longo dos últimos 30 anos, as “coisas” foram-se moldando ao sabor dos novos tempos e hoje fala-se da globalização, ou seja, mais ou menos, da união… ontem, fomos a votos e o resultado básico que eu retiro é matematicamente simples: 50,6 % direita versus 49,4% esquerda… uma divisão a meio, um olhar ingénuo sobre o que ontem aconteceu… é pena, tenho pena… uma nota final: não vi mantos de nevoeiro junto a Belém… um bom início de uma nova semana… um abraço…”

23/01/2006 Posted by | Diversos | | 7 comentários

>reflectir

>
.

“…estamos num novo fim de semana e com necessidade de reflexão; que todos saibam limpar bem as suas lentes para exercerem correctamente o seu dever de voto no próximo Domingo e que, através desse voto se consigam vislumbrar, nos nossos bolsos mais alguns euritos… (ai, valha-me o Nosso Senhor dos Aflitos)… de qualquer das formas, um bom fim de semana para todos…”

20/01/2006 Posted by | Diversos | 24 comentários

reflectir


.

“…estamos num novo fim de semana e com necessidade de reflexão; que todos saibam limpar bem as suas lentes para exercerem correctamente o seu dever de voto no próximo Domingo e que, através desse voto se consigam vislumbrar, nos nossos bolsos mais alguns euritos… (ai, valha-me o Nosso Senhor dos Aflitos)… de qualquer das formas, um bom fim de semana para todos…”

20/01/2006 Posted by | Diversos | | 12 comentários

>180

>

…rosas para ti, doce rosa doce… sem escolha de cor ou de aroma… rosas apenas… 180, uma por cada dia em que a tua existência me faz sorrir e avançar no caminho que tento gritar ao mundo, que tento gritar a todos os que me ouvem e mesmo aos que não me querem ouvir… rosas para ti num manto de pétalas em que mergulho e me sinto feliz…

16/01/2006 Posted by | Diversos | 32 comentários

180

…rosas para ti, doce rosa doce… sem escolha de cor ou de aroma… rosas apenas… 180, uma por cada dia em que a tua existência me faz sorrir e avançar no caminho que tento gritar ao mundo, que tento gritar a todos os que me ouvem e mesmo aos que não me querem ouvir… rosas para ti num manto de pétalas em que mergulho e me sinto feliz…

16/01/2006 Posted by | Diversos | | 16 comentários

>luz

>
.
…luz, paz, harmonia e um bom fim de semana…

13/01/2006 Posted by | Diversos | 30 comentários

luz


.
…luz, paz, harmonia e um bom fim de semana…

13/01/2006 Posted by | Diversos | | 15 comentários

>ouvir

>

“…se me quiseres dizer, diz; não guardes o que tens para me dizer… já sei que o que vais dizer é apenas o que me queres dizer; por isso, porque razão guardares dentro de ti o que me queres dizer?… isso, faz um esforço, não custa, vais ver… abre os lábios e pronuncia as palavras que queres que eu ouça… são difíceis de silabar?… Vais ver que não. Tenta. Vá lá, tenta mais uma vez. Isso, devagar… com suavidade, ternura… isso, com carinho, em silêncio talvez… Vês como não custou?… Não, não te preocupes: eu ouvi-as!…”

09/01/2006 Posted by | Diversos | 32 comentários

ouvir

“…se me quiseres dizer, diz; não guardes o que tens para me dizer… já sei que o que vais dizer é apenas o que me queres dizer; por isso, porque razão guardares dentro de ti o que me queres dizer?… isso, faz um esforço, não custa, vais ver… abre os lábios e pronuncia as palavras que queres que eu ouça… são difíceis de silabar?… Vais ver que não. Tenta. Vá lá, tenta mais uma vez. Isso, devagar… com suavidade, ternura… isso, com carinho, em silêncio talvez… Vês como não custou?… Não, não te preocupes: eu ouvi-as!… Obrigado, meu amor!…”

09/01/2006 Posted by | Diversos | | 16 comentários

>desejo

>

“…desejaria ter o poder absoluto… desejaria ter o poder para resolver tudo… desejaria ser o tudo do nada ou mesmo o nada do tudo… desejaria ser e estar, poder estender um dedo e, tal qual um Midas, transformar o que quer que fosse no que quisera que viesse a ser… desejaria poder estender a mão e, tal qual um Mandrake, fazer todas as magias deste mundo… desejaria muito, mesmo, imenso… mas não posso, apenas penso… assim sendo, envio-te um beijinho simples, sentido e o desejo mais forte e mais pleno que o meu coração pode emitir: o desejo de te olhar e ver-te sempre a sorrir…”

06/01/2006 Posted by | Diversos | 22 comentários

desejo

“…desejaria ter o poder absoluto… desejaria ter o poder para resolver tudo… desejaria ser o tudo do nada ou mesmo o nada do tudo… desejaria ser e estar, poder estender um dedo e, tal qual um Midas, transformar o que quer que fosse no que quisera que viesse a ser… desejaria poder estender a mão e, tal qual um Mandrake, fazer todas as magias deste mundo… desejaria muito, mesmo, imenso… mas não posso, apenas penso… assim sendo, envio-te um beijinho simples, sentido e o desejo mais forte e mais pleno que o meu coração pode emitir: o desejo de te olhar e ver-te sempre a sorrir…”

06/01/2006 Posted by | Diversos | | 11 comentários

>agradecer

>

“…2005 foi um bom ano para mim… ele me trouxe, felizmente, apenas acontecimentos bons… novos saberes e novos sabores (como costumo dizer…) com cores distintas e alegres… a dor, creio, não pousou nos meus beirais ainda que, por vezes, os tenha sobrevoado… a lágrima não rolou face abaixo ainda que, por vezes, tenha espreitado o declive da pálpebra… o desalento não acampou no meu terreno ainda que, por vezes, tenha trazido os apetrechos… foi um ano que, no seu balanço global, me trouxe novas e deliciosas vivências… foi um ano que plantou no meu jardim um rosa, uma flor de jasmim, cheiro a cravo e canela, tecido em suave marfim… foi um ano que me provocou o sorriso, que me deu o brilho de novo nos olhos, que me fez levantar do tormento anterior… um ano que me trouxe, em pleno, o amor…”

02/01/2006 Posted by | Diversos | 40 comentários

agradecer

“…2005 foi um bom ano para mim… ele me trouxe, felizmente, apenas acontecimentos bons… novos saberes e novos sabores (como costumo dizer…) com cores distintas e alegres… a dor, creio, não pousou nos meus beirais ainda que, por vezes, os tenha sobrevoado… a lágrima não rolou face abaixo ainda que, por vezes, tenha espreitado o declive da pálpebra… o desalento não acampou no meu terreno ainda que, por vezes, tenha trazido os apetrechos… foi um ano que, no seu balanço global, me trouxe novas e deliciosas vivências… foi um ano que plantou no meu jardim um rosa, uma flor de jasmim, cheiro a cravo e canela, tecido em suave marfim… foi um ano que me provocou o sorriso, que me deu o brilho de novo nos olhos, que me fez levantar do tormento anterior… um ano que me trouxe, em pleno, o amor…”

02/01/2006 Posted by | Diversos | | 20 comentários