Lobices

…meiguices de lobos e não só…

acenar

“… o tempo passa demasiadamente depressa… quando damos pelo facto, seja ele qual for, o tempo esvaiu-se e quase não o vimos passar… quando não o vemos passar porque ele foi usado em positiva vivência, é óptimo recordar esses momentos que não vimos passar porque o tempo estava a ser ganho por algo bom que recordaremos com prazer… porém o tempo voa e quando damos por ele, ele já passou e já são horas de dizer um novo adeus, um até breve, um até depois… fica o sabor de tudo o que se viveu… fica a saudade desses momentos… fica a ânsia de que eles voltem depressa mais uma vez… e quando o tempo de viver esses doces momentos acaba, fica em nós a presença do outro, o cheiro, o sabor, o tacto, o som e a imagem que fixamos com ternura para, no mínimo, a levarmos dentro de nós… até ao próximo encontro… no entretanto, fica o aceno, o olhar para trás, o dizer aquele adeus com a mão estendida e o rosto, apesar de tudo, sereno e com um sorriso nos lábios… o acenar até que a esquina surge e o passo continua calmo no percorrer daquela rua…”

26/06/2006 - Posted by | Diversos |

11 comentários »

  1. (…)
    O adeus saudoso dessa partida
    Ficou no anseio de nova chegada.

    Beijinho doce e votos de uma semana risonha e serena :)

    Comentar por cinda | 26/06/2006 | Responder

  2. De que te despedirás, que, de tão forte, não tem um só nome, teve o melhor de um tempo e parece não ter mais como, deixando-te por prémio uma flor que é saudade…?!
    O silêncio responderá perfeitamente!
    Um abraço*

    Comentar por APC | 26/06/2006 | Responder

  3. Como diz JMV no Tempo dos Espelhos, “A saudade não é um remoque acusador, mas sim um abraço de boas vindas antecipado”.
    Uma boa semana, Quim.

    Comentar por andorinha | 26/06/2006 | Responder

  4. Concordo com essa visão do tempo que passa. Na verdade só temos saudades das boas recordações, porque as outras preferimos mesmo que o tempo passe bem depressa.
    Gosto do que escreves.
    Deixo um beijo

    Comentar por Alma de Poeta | 26/06/2006 | Responder

  5. Vejam e apoiem o cinema português, nem só de hollywood vive o mundo….
    Titulo: “Morte em Coimbra”
    Ano: 2005
    Realização: Rogério Coelho
    Produção: R.T.M produções av

    Morte Em Coimbra— Podes fazer o Download do trailler versao 1 aqui: MorteEmCoimbra ou versao 2 aqui:
    MorteEmCoimbra

    Contacto: roger_rtm@hotmail.com

    Comentar por Anonymous | 27/06/2006 | Responder

  6. É isso mesmo!
    Abraços Quim

    Comentar por Daniela Mann | 27/06/2006 | Responder

  7. passa o tempo e fico eu, acenando em seu lugar, aos mortos, aos que ainda resistem nas minhas lembranças…e recolho-me aos passos lentos de quem nunca tem pressa de partir. Beijo Joaquim Nogueira.

    Comentar por Nina | 28/06/2006 | Responder

  8. Olá Quim,
    Como disse o tio Shakespeare: “parting is such a sweet sorrow…”
    Desejo-te que sintas a alegria de muitos reencontros com tudo, lugares, pessoas…
    Um beijinho.

    Comentar por Pamina | 28/06/2006 | Responder

  9. convite………….

    Comentar por Prozac | 28/06/2006 | Responder

  10. Lobices

    Há silêncios repletos de significados, as palavras não ditas são as palavras sentidas.
    Um bj

    Comentar por AMMedeiros | 30/06/2006 | Responder

  11. Como sempre, um belísssimo texto.
    Mas também me interrogo quando somos nós que passamos pelo tempo, deixando lá tudo a que não acenamos.
    Bom fim de semana.

    Comentar por AQUILES | 30/06/2006 | Responder


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: