Lobices

…meiguices de lobos e não só…

>regresso

>
.

“… regresso da fuga às palavras… retorno às mesmas num ramo mágico de 7 petites roses que o meu quintal me brinda neste reaparecer de imagens e de letras numa tão ansiada vinda…”
.
(Curiosidade: o tamanho real de cada uma destas rosinhas é de 12 milimetros)
Anúncios

31/07/2006 Posted by | Diversos | 26 comentários

regresso


.

“… regresso da fuga às palavras… retorno às mesmas num ramo mágico de 7 petites roses que o meu quintal me brinda neste reaparecer de imagens e de letras numa tão ansiada vinda…”
.
(Curiosidade: o tamanho real de cada uma destas rosinhas é de 12 milimetros)

30/07/2006 Posted by | Diversos | | 13 comentários

>fuga

>

“… não tenho férias mas sinto necessidade delas… acho que devo também partir à procura de um descanso das palavras e ficar-me no vazio delas durante uns dias… sentir-me liberto dos laços que me prendem a elas e voar em direcção ao nada que preciso me rodeie… a floresta de que falei há dias tem ali uma clareira e vou aproveitar… vou caminhar em frente num percurso sem palavras escritas nem lidas… vou apenas descansar um pouco, fugir para dentro de mim; eu também preciso de mim, de vez em quando sinto necessidade de me encontrar dentro do que sou e deixar de ser o que não posso vivenciar… espreito para todos os lados e sinto que este é o momento certo para parar… descansar um pouco de tão cansado que ando de não ter cansaço… não ter férias cansa quando estar em férias é a nossa constante… avanço então em frente na procura de paz apesar de saber que a falta, que vou sentir das palavras, não me satisfaz…”

21/07/2006 Posted by | Diversos | 30 comentários

fuga

“… não tenho férias mas sinto necessidade delas… acho que devo também partir à procura de um descanso das palavras e ficar-me no vazio delas durante uns dias… sentir-me liberto dos laços que me prendem a elas e voar em direcção ao nada que preciso me rodeie… a floresta de que falei há dias tem ali uma clareira e vou aproveitar… vou caminhar em frente num percurso sem palavras escritas nem lidas… vou apenas descansar um pouco, fugir para dentro de mim; eu também preciso de mim, de vez em quando sinto necessidade de me encontrar dentro do que sou e deixar de ser o que não posso vivenciar… espreito para todos os lados e sinto que este é o momento certo para parar… descansar um pouco de tão cansado que ando de não ter cansaço… não ter férias cansa quando estar em férias é a nossa constante… avanço então em frente na procura de paz apesar de saber que a falta, que vou sentir das palavras, não me satisfaz…”

21/07/2006 Posted by | Diversos | | 16 comentários

>vivido

>

“… nada me consegue dizer como será o dia de amanhã… apenas posso julgar o de ontem ou, levianamente por extemporâneo, o de hoje… nada me diz se amanhã olharei da mesma forma que olhei ontem, se amanhã direi o que disse ainda há poucos minutos, se amanhã farei o que ontem foi um facto, um ser, um sentir, um estar… amanhã, será um ontem para depois de amanhã; depois desse amanhã eu saberei dizer mas agora não… agora, aqui e em mim, apenas o que vivi, o que sei que foi, o que senti, o que vivenciei num misto de temor e destemor, num misto de leveza e peso de se ser o que se é e o que se transmite ao outro… agora, aqui e em mim, apenas o fragor da essência que me transmites e que trago comigo e que guardo em mim, apenas o saber que o foi, apenas o saber que fomos, apenas saber o que se sentiu… nada me consegue dizer como será o dia de amanhã mas é tão bom saber como foi o de ontem e o quanto de bom ele foi e o que nos deu…”

17/07/2006 Posted by | Diversos | 18 comentários

vivido

“… nada me consegue dizer como será o dia de amanhã… apenas posso julgar o de ontem ou, levianamente por extemporâneo, o de hoje… nada me diz se amanhã olharei da mesma forma que olhei ontem, se amanhã direi o que disse ainda há poucos minutos, se amanhã farei o que ontem foi um facto, um ser, um sentir, um estar… amanhã, será um ontem para depois de amanhã; depois desse amanhã eu saberei dizer mas agora não… agora, aqui e em mim, apenas o que vivi, o que sei que foi, o que senti, o que vivenciei num misto de temor e destemor, num misto de leveza e peso de se ser o que se é e o que se transmite ao outro… agora, aqui e em mim, apenas o fragor da essência que me transmites e que trago comigo e que guardo em mim, apenas o saber que o foi, apenas o saber que fomos, apenas saber o que se sentiu… nada me consegue dizer como será o dia de amanhã mas é tão bom saber como foi o de ontem e o quanto de bom ele foi e o que nos deu…”

17/07/2006 Posted by | Diversos | | Deixe um comentário

>seda

>
.

“… para a minha doce rosa doce a seda pura da ternura… para todos vós, os votos sinceros e amigos de um óptimo fim de semana cheio de amor, doçura, alegria e um sorriso de paz…”

14/07/2006 Posted by | Diversos | 14 comentários

seda


.

“… para a minha doce rosa doce a seda pura da ternura… para todos vós, os votos sinceros e amigos de um óptimo fim de semana cheio de amor, doçura, alegria e um sorriso de paz…”

14/07/2006 Posted by | Diversos | | 7 comentários

>floresta

>

“… num determinado dia da minha vida (não o sei localizar nem no tempo nem no espaço) encontrei um mundo novo à minha frente: era o mundo das palavras!… Uma espécie de mar revolto ou melhor ainda, uma floresta densa, muito espessa, com imensas árvores e cada uma com imensos ramos que se ramificavam uns nos outros… olhei a floresta de frente mas não encontrei uma vereda para nela entrar… os caminhos, em sucalcos, eram imensos e tortuosos… aventurei-me por um deles e comecei a penetrar o mundo das palavras, o mundo daquela nova floresta ali à minha frente e que me começou a cercar por todos os lados… o caminho foi longo e muito árduo mas ao mesmo tempo, sempre que acabava de percorrer uma vereda, sentava-me a descansar e sentia-me (como ainda me sinto) feliz… feliz por ter percorrido mais uma etapa… mas a floresta não tem fim nem lhe diviso a tal luz ao fundo do túnel porque ela, esta floresta, não tem fim, não tem o descanso do guerreiro… é uma vereda imensa a percorrer todos os dias das nossas vidas e na qual adoro estar… ao longo do tempo aprendi a amar estas árvores, estes ramos e estas ramificações… acho que já faço parte do arvoredo mesmo sem tentar subir à copa das árvores… bastam-me os ramos e a sua sombra frondosa para descansar este amor imenso que sinto pela palavra, pelo verde que ela encerra, pelo odor que nos penetra e pelo toque que ela se permite a si mesma ser tocada… amo-as porque por mais ténues que elas sejam ou difusas nos raios de luz que penetram a floresta, elas nascem de mim para todos vós…”

10/07/2006 Posted by | Diversos | 14 comentários

floresta

“… num determinado dia da minha vida (não o sei localizar nem no tempo nem no espaço) encontrei um mundo novo à minha frente: era o mundo das palavras!… Uma espécie de mar revolto ou melhor ainda, uma floresta densa, muito espessa, com imensas árvores e cada uma com imensos ramos que se ramificavam uns nos outros… olhei a floresta de frente mas não encontrei uma vereda para nela entrar… os caminhos, em sucalcos, eram imensos e tortuosos… aventurei-me por um deles e comecei a penetrar o mundo das palavras, o mundo daquela nova floresta ali à minha frente e que me começou a cercar por todos os lados… o caminho foi longo e muito árduo mas ao mesmo tempo, sempre que acabava de percorrer uma vereda, sentava-me a descansar e sentia-me (como ainda me sinto) feliz… feliz por ter percorrido mais uma etapa… mas a floresta não tem fim nem lhe diviso a tal luz ao fundo do túnel porque ela, esta floresta, não tem fim, não tem o descanso do guerreiro… é uma vereda imensa a percorrer todos os dias das nossas vidas e na qual adoro estar… ao longo do tempo aprendi a amar estas árvores, estes ramos e estas ramificações… acho que já faço parte do arvoredo mesmo sem tentar subir à copa das árvores… bastam-me os ramos e a sua sombra frondosa para descansar este amor imenso que sinto pela palavra, pelo verde que ela encerra, pelo odor que nos penetra e pelo toque que ela se permite a si mesma ser tocada… amo-as porque por mais ténues que elas sejam ou difusas nos raios de luz que penetram a floresta, elas nascem de mim para todos vós…”

10/07/2006 Posted by | Diversos | | 7 comentários

>diplomada

>
.

“…já tenho a minha neta diplomada e de cartola!… Mesmo sendo o diploma da quarta classe, é na mesma um diploma!… Muitos beijinhos daqui do avô para ela e para todos vós os votos de um óptimo fim de semana…”

07/07/2006 Posted by | Diversos | 28 comentários

diplomada


.

“…já tenho a minha neta diplomada e de cartola!… Mesmo sendo o diploma da quarta classe, é na mesma um diploma!… Muitos beijinhos daqui do avô para ela e para todos vós os votos de um óptimo fim de semana…”

07/07/2006 Posted by | Diversos | | 15 comentários

>500

>

“… este é o post nº. 500 contado pelo Blogger ao longo destes tempos em que por aqui tenho andado… não é a totalidade da minha prestação neste belo ciberespaço a que me fui habituando ao longo destes últimos 6 anos, mas é a última parte neste local… iniciei-me no Sapo, nos famosos fóruns sapistas em Maio de 2000, e ainda não parei… ao longo deste tempo todo fui criando um novo mundo à minha volta e um novo número de Amigos… amigos com maiúscula porque se transpuseram desta virtualidade para o real… conheci-os, abracei-os como coisa física e não apenas como fruto da pressão dos meus dedos nestas teclas… toquei-os, senti-os, sorri para eles e eles para mim… sinto-me fazendo parte de um novo mundo onde não faltam os afectos… aprendi coisas novas e tenho a certeza que me instruí mais e que estou mais culto porque novos conhecimentos adquiri… resta-me dizer que este mundo me trouxe coisas boas e o amor também, como a melhor das coisas que o que quer que seja nos pode trazer… aprendi a amar ainda mais e melhor e a ter-vos a todos num cantinho do meu coração… bem hajam por estarem aí desse lado, neste lado de mim…”

03/07/2006 Posted by | Diversos | 28 comentários

>altar

>
.
“… há festa na minha terra e a Igreja está florida…”

02/07/2006 Posted by | Diversos | 12 comentários

altar


.
“… há festa na minha terra e a Igreja está florida…”

02/07/2006 Posted by | Diversos | | 7 comentários